quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Ao melhor ponta esquerda...


O Avaí, ao longo de sua história, revelou inúmeros craques. Alguns deles, no entanto, não receberam o destaque merecido. É o caso do ponta esquerda, da década de quarenta, Plácido Zacchi. Hoje, aos 92 anos, ainda rememora com carinho seus bons tempos no futebol, especialmente no AVAÍ, sua grande paixão.

Para homenageá-lo, no último dia 10 de fevereiro, fomos até sua residência, onde ao lado de suas filhas e alguns netos, o simpático Zacchi nos aguardava com um sorriso no rosto e mil histórias para contar.

Gostaríamos de aproveitar a oportunidade e sugerir que a Direção do AVAÍ siga nosso exemplo, e promova o reconhecimento desse nobre jogador avaiano, tetracampeão catarinense!

Chuleta Avaiana - Em que ano o senhor iniciou sua carreira no futebol? Por quais times jogou?

Zacchi - Iniciei meus primeiros passos no futebol ainda moleque nos campos de futebol da Palhoça. Joguei no Atlético 14° Batalhão, Imbituba e AVAÍ. Também fui convidado para jogar no Figueirense, pelo então presidente, Tomaz Chaves Cabral, mas neguei o convite pelo compromisso que tinha com Celso Ramos e com o AVAÍ.

Chuleta Avaiana - Quais foram seus primeiros ídolos no futebol?

Zacchi - Meu primeiro ídolo foi Adolfinho, que tinha uma maneira única de defender. Até hoje não encontrei um goleiro como ele. Suas mãos grudavam na bola de uma forma única.

zacchi003
Seu Zacchi e os chuleteiros André Couto e Jajá Alcides
Chuleta Avaiana - Como o senhor foi descoberto, e quem foi o responsável por levá-lo para jogar no AVAÍ?

Zacchi - O AVAÍ foi jogar contra o Imbituba e perdeu pelo placar de 2 x 1. Nessa ocasião, eu jogava pelo Imbituba. Como estava desempregado, fui convidado pelo coletor estadual de Imbituba a compor a equipe, remunerado pelo Estado (os dirigentes me arrumaram um emprego de Guarda Mensalista). O Governador Celso Ramos viu meu futebol e me convidou para jogar. No primeiro jogo fui como um enxerto, para disputar uma partida em Curitiba. O jogo terminou 3 x 3 e fomos garfados discaradamente. A partir daquele jogo passei a integrar o time avaiano.

zacchi004
Com seu neto, Dr. Ricardo Zacchi.
Chuleta Avaiana – Quando iniciou e encerrou sua carreira AVAÍ?

Zacchi - Iniciei minha carreira em 1941 e encerrei em 1948, depois de passar em concurso para coletor federal. A vida de jogador profissional era muito difícil.

Chuleta Avaiana - Quais foram seus principais treinadores?

Zacchi - Eu só tive um grande treinador e se chamava Félix Magno. Ele foi o melhor porque além de treinador também tinha sido jogador de futebol e conhecia do riscado. Jogador com ele não tinha moleza, se bobeasse ele sacava do time. Félix era um "cara batuta".

Chuleta Avaiana - Qual o maior jogador que viu jogar no futebol brasileiro e no AVAÍ?

Zacchi - O maior jogador que vi jogar no futebol brasileiro foi Garrincha, pois conseguia fazer dribles maravilhosos em um pequeno espaço. No AVAÍ, além de Adolfindo, outro atleta que enchia os olhos era Saul Oliveira, pois era valente, tinha muita garra e chutava bem com os dois pés. Nizeta foi outro craque, mas faltava-lhe a perna esquerda.


zacchi001
Plácido Zacchi e sua filha Ângela
Chuleta Avaiana - Qual a diferença entre o futebol jogado na sua época e o futebol de hoje?

Zacchi - O sistema era diferente, os gramados eram terríveis, os jogadores tinham amor pelo clube, pois ganhavam apenas para a passagem de ônibus e comida. O futebol não pagava nem de longe o que se paga hoje. A bola ficava muito pesada quando chovia, era um tijolo e devido a irregularidade do gramado ficava difícil prever sua trajetória.

Chuleta Avaiana - Quantos títulos o senhor colecionou ao longo de sua carreira e quantos gols marcou?

Zacchi - O número de gols é impossível lembrar, faz muito tempo, mas fiz muitos gols e fui tetracampeão catarinense (1942, 1943, 1944 e 1945). O time daquela época era muito bom, tínhamos jogadores fantásticos como Procópio, Diamantino, Tião, Nizeta, Bráulio, Adolfinho, Saul, Fateco, Felipinho, Cruz, etc. É impossível citar todos, mas éramos um ótimo grupo.

Chuleta Avaiana - Qual o jogo e o gol inesquecível na sua carreira?

Zacchi - Foi um clássico. O seu Celso Ramos mandou eu mudar o canto que eu chutava, pois ele dizia que eu estava chutando sempre onde o goleiro ficava bem posicionado. Eu fiz o que ele mandou e acabei fazendo o gol. Nesse jogo vencemos o Figueirense mais uma vez.

Chuleta Avaiana - Considerando o momento por que passa o AVAÍ, o senhor acredita que ainda existe esperança no tricampeonato estadual?

Zacchi - O AVAÍ pode não estar vivendo um bom momento na competição, mas nós estamos acostumados a ser campeões, então vamos ser tricampeões.

zacchi005
Essa Seu Zacchi fez questão: beijar o escudo avaiano!
O título deste post não surgiu por acaso! Nas paredes da família Zacchi, um presente do então presidente avaiano Arnaldo Dutra (46/47) nos chama a atenção. Trata-se de uma foto emoldurada e os dizeres de próprio punho: "ao melhor ponta esquerda". Como a própria família destaca, uma homenagem marcante e impossível de se esquecer...

No bate papo, depois da animada entrevista, afinal estava difícil abandonar a carismática família, os "causos" hilários e pra lá de curiosos, continuam. Seu Zacchi foi longe! Uma viagem de belas lembranças:
"Procópio chamava o jogador Tião de Suzana, porque ele estava gordo como ela". Suzana era uma afrodescendente gorda que morava em Florianópolis, que era muito conhecida. "A gente sempre se divertia muito."

Não seria Suzana, uma espécie de "musa Gorete" de nossa Chuleta Avaiana? Fica a dúvida!

Ao nosso melhor ponta esquerda da década de quarenta, fica aqui a homenagem do Blog da Chuleta Avaiana. Parabéns Seu Zacchi ! Obrigado !

40 comentários:

@diegobritow disse...

Sensacional a homenagem!

Anônimo disse...

Que homenagem linda!!! Seu Plácido mais do que mereceu!
Como foi dito no texto, que a direção do clube siga o exemplo, e faço homenagens a seus ex-jogadores, que em tempos difíceis, contribuíram para o time ser o que é hoje.
Parabéns ao blog!

Chuleta Avaiana disse...

Diego, foi emocionante! Sem palavras! Um abraço da Chuleta Avaiana!

Chuleta Avaiana disse...

Valeu anônimo, esperamos que a Direção faça uma homenagem a esse senhor tão simpático. Um abraço da Chuleta Avaiana!

Felipe Matos disse...

Que legal essa postagem! parabéns!

JulioAzzurra disse...

Obrigado a turma da chuleta por esta excelente entrevista.

Gostei muito de ler sobre o Seu Zacchi.

Quem sabe não estamos vivendo mais um tetra do Avaí?

Calçada da fama pra ele.

Um abraço,

Julio Azzurra

Chuleta Avaiana disse...

Valeu, Felipe! Um abraço da Chuleta Avaiana!

Chuleta Avaiana disse...

Julio, esperamos que conquistemos o tetracampeonato, como na década de quarenta. Seria uma grande alegria. Um abraço da Chuleta Avaiana!

Sergio Jr disse...

Bela homenagem. Que venha outras. Por coincidencia essa semana bati um longo pago com o sr. Andre, ex ponta direita Avaiano. Se nao me engano jogou nesse time da decada de quarenta. Lindas historias, emocionante o amor que esses ex jogadores tem com Avai FC. Esses mercenarios de hoje dirão. Qualé, Sergio? Isso é passado. Sempre me emociono com esse pessoal. Vida longa ao seu Plácido Zacchi.

Augusto jacques disse...

Parabens pela materia com meu tio Cido (como a família o chama). Morando em Brasília fiquei emocionado vendo as fotos do Tio e dos primos. Ele merece uma homenagem oficial do Avai.
Saudações Azurras

Augusto Jacques

Chuleta Avaiana disse...

É isso aí Sérgio, tem muita gente esquecida que fez um muito pelo Avaí em um passado distante. Essas pessoas precisam ser reconhecidas. Um abraço da Chuleta Avaiana!

Chuleta Avaiana disse...

Augusto, que alegria. Ficamos imensamente felizes em saber que os familiares, mesmo distantes, puderam compartilhar esse momento único. Sua família foi muito receptiva, e nós da Chuleta só temos a agradecer! Um abraço da Chuleta Avaiana!

Felipe Matos disse...

Vcs se importam se eu "roubar" uma foto e algumas informações da postagem para incluir na seção por onde anda, do meu blog? Claro, com as devidas referencias e fonte remetendo a vcs!

abs!

Mayara disse...

Nossa... muito legal a entrevista!!! Parabéns a todos!!!

Chuleta Avaiana disse...

Felipe, se considere autorizado. Por favor, só não esqueça de informar a fonte. Um abraço da Chuleta Avaiana!

Chuleta Avaiana disse...

Mayara, muito obrigado! Um abraço da Chuleta Avaiana.

Alexandre disse...

Sensacional:

Parabéns ao Blog pela iniciativa da merecida homenagem. O Avaí deveria seguir o exemplo.
Realmente o Tio Cido é tudo isso mesmo, uma pessoa fenomeal e um exemplo de vida.
Alexandre Zacchi

Chuleta Avaiana disse...

Legal, Alexandre. Esperamos que nosso exemplo seja seguido e o Tio Cido, devidamente homenageado! Um abraço da Chuleta Avaiana.

Felipe Matos disse...

Obrigado, vai ao ar as 16 horas!

blog do beirinha disse...

Parabéns pelas homenagem ao meu amigo cidinho, Placido Zacchi, ele merece assim como toda a sua familia.
parabéns

Túlio Nahas Claumann

blog do beirinha disse...

parabéns pela reportagem ao seu Placido Zacchi, seu cidinho para os amigos, ele merece...

túlio nahas claumann

Sergio Jr disse...

No bate papo com o senhor Andre ele mencionou que as vezes se encontra com Nizeta. Porque nao a bola da vez, Nizeta. Esse tb deve ter muitas historias para contar.
ET: O Andre (ex-ponta direita Avaiano) hoje mora sozinho ao lado de uma bitbull(esse deve ser dificil entrevista-lo). Hahahaha

Chuleta Avaiana disse...

Valeu Beirinha!!! Um abraço da Chuleta Avaiana.

Chuleta Avaiana disse...

Sergio, valeu a ideia, estamos felizes que tenha gostado da homenagem. Um abraço da Chuleta Avaiana.

Ricardo Wiese Zacchi disse...

Faltam-me palavras para agradecer a homenagem e o espaço disponibilizado para contar apenas um pouquinho das história do meu querido avô. Obrigado Chuleteiros e que possamos sempre contribuir com a história do Avaí!

Chuleta Avaiana disse...

Grande Ricardo, quem agradece somos nós, por esse momento impar! Um abraço da Chuleta Avaiana!

Ana Luíza disse...

Fiquei emocionada com a maravilhosa a homenagem feita ao meu querido Vô Cido!
Que o Avaí siga o exemplo desse grande homem e seja sempre motivo de alegria para a nossa família.

"Pois a ordem é vitória
Vencer, vencer."

Grande beijo,

Ana Luiza Zacchi.

Chuleta Avaiana disse...

Ana Luíza, como escrevemos para o Ricardo, quem agradece somos nós! Foi um momento inesquecível! Um abraço da Chuleta Avaiana!

Bernardo Zacchi da Cunha disse...

Parabéns ao pessoal do Chuleta Avaiana pela belíssima homenagem. Creio que meu querido avô, assim como eu, deve ter ficado bastante contente e emocionado por tal reconhecimento. Que surjam outras tantas entrevistas como esta para encher de orgulho os netos, bisnetos, filhos e filhas de ex-jogadores do nosso Avaí. Grande abraço e obrigado pessoal do Chuleta Avaiana.

Chuleta Avaiana disse...

Obrigado Bernardo, não fizemos mais do que nossa obrigação! Seu avô foi um craque e continua sendo um craque. Um abraço da Chuleta Avaiana!

Anônimo disse...

Dai Rapazi!!
Exelente homenagem, fiquei emocionado ao ver pelo que o nosso LEÃO ja passou, a dificuldade do time e dos jogadores, acho muito bom reviver o passado do avai pra quem esta chegando agora dar o devido valor pro time e para os craques que aqui ja estiveram, seria uma grande jogado do avai homenagear os grandes jogadores do clube enquanto ainda estão vivos, e dar essa grande alegria para eles coisa que na tem preço nessa altura da vida!!!!E seria uma motivaçao para o nosso elenco de hoje saber um pouco mais sobre o clube que estão!
Um grande abraço!!obrigado por me fazer conhecer mais um dos nossos Craques....

Rafael Zacchi Spricigo disse...

Uma bela homenagem.
Ao ler a entrevista, não há como não se emocionar!!!
Obrigado ao pessoal do Chuleta Avaiana pela homenagem prestada ao meu Avô, tenho muito orgulho dele!!!
Abraços

Chuleta Avaiana disse...

Olá Ricardo, quem agrace somos nós! Um abraço da Chuleta Avaiana!

Observador disse...

esse último era rafael e não ricardo ahha ;D

Chuleta Avaiana disse...

Desculpe o equívoco, Rafael. Um abraço da Chuleta Avaiana.

Derland disse...

Seu blog e excelente, seus textos também são ótimos, vou tentar me inspirar no seu blog para melhorar o meu, se quiser depois e só da uma olhada o link ta logo a baixo: http://derlandreflexivo.blogspot.com/

blog do beirinha disse...

caro amigo

seus textos são ótimos, continue assim, estamos neste mundo para ajudar...não atrapalhar...

força, fé, saúde e muita felicidade

Túlio

Chuleta Avaiana disse...

Derland, muito obrigado pelos elogios. Ficamos lisonjeados. Um abraço da Chuleta Avaiana.

Chuleta Avaiana disse...

Túlio, muito obrigado pelos elogios.É o que procuramos fazer, ajudar as pessoas. Um abraço da Chuleta Avaiana.

Rogério e Julia Zacchi disse...

Parabéns a Chuleta Avaiana pela homenagem ao tio Cidinho, Plácido Zacchi, é mais que merecida.
Foram pessoas com essa garra que fizeram a história do nossoo AVAI.
Um abraço!

Rogério e Júlia Zacchi (eternos Avaianos)